Não é demérito nenhum

Home / Comportamento / Não é demérito nenhum
Não é demérito nenhum

Acordei pensando que o dia seria uma batalha a mais para enfrentar. Vesti minha jaqueta, prendi o cabelo e coloquei meu melhor brinco. Por algum motivo sentia que vinha um desafio em breve, e queria estar com estilo na hora de dar de cara com a dificuldade. E falhei. Ok que algo aprendi, erros são cometidos para que possamos aprender algo, certo? 

Mas até que ponto podemos nos permitir errar? Se a gente continuar agindo sempre da mesma forma, não iremos jamais crescer e evoluir. Cai naquela maravilhosa frase de Lavoisier, que ouvi na aula de química (e que ao me ver, tem muito mais filosofia do que moléculas e números hehehe ): “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”

E de onde vem a força para mudar nosso ângulo, para sair da zona de conforto, para enxergar mais claramente a vida e as falhas? 

São tantas coisas para se analisar que acredito que um texto aqui não seja o suficiente. Porém, acredito que o primeiro passo seja justamente admitir que está errando, e deixar de inventar desculpas para isso. Ninguém precisa ser “o dono da verdade” e não é demérito nenhum isso. Ao contrário, há uma beleza e uma simplicidade por trás de um “me desculpa” que vem do fundo da alma, há uma autenticidade em lágrimas que demonstram por si só, que as coisas não saíram como o esperado, há um pingo de leveza em um abraço após uma discussão. As coisas não são tão ruim quanto parece ser. E se despertar o olhar para isso, amar e agradecer passa a ser as duas portas de saída de um erro ou situação complicada. <3